terça-feira, 2 de julho de 2013

A profecia do amigo de Mayrant Gallo



Com o conto "O pintor de paredes" tentei "apagar o vazio" que ficou em mim com aquela derrota em julho de 1982. Me lembro bem: o jogo acabou, saí de casa, andei até a rua e fiquei olhando de um lado a outro, por alguns minutos, completamente desnorteado. E havia um agravante, na noite anterior um amigo havia me dito: "A Itália vai ganhar". Ou seja, não sei, nem jamais saberei, se a Itália venceria o jogo mesmo ou venceu porque o destino operou com aquela predição. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário